REGISTROS FOTOGRÁFICOS

.

.
.

11 de mar de 2015

Protestos do MST bloqueiam nove pontos de rodovias de Pernambuco

BR-101 Norte, no município de Goiana, também foi interditada. (Foto: Reprodução / TV Globo)
Grupos de manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) fazem protestos, que começaram por volta das 8h da manhã desta quarta-feira (11), em vários pontos do Estado. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), há nove bloqueios em rodovias de Pernambuco.

Manifestantes estão fechando a BR-101 Norte, no município de Goiana, na divisa com a Paraíba; a BR-232, em Moreno, na altura do Parque Aquático; a BR-408, entre Tiúma e Paudalho, na altura do quilômetro 72; a Ponte Presidente Dutra, na BR-407, em Petrolina; o quilômetro 376 da BR-316, em Petrolândia; a BR-104, na cidade de Cupira; a BR-104, na altura da estátua de Lampião, em Caruaru; a BR-232, em Belo Jardim; e a BR-423, em Águas Belas.

Os manifestantes fecham as rodovias com carros de som e bandeiras do movimento, além de queimarem pneus em alguns dos pontos. Em todos os trechos bloqueados, a PRF está realizando desvios.

De acordo com Francisco Terto, que é integrante da coordenação nacional do MST, os protestos desta quarta (11) fazem parte da Jornada de Luta Nacional Pela Reforma Agrária Popular, movimento que deve acontecer durante toda a semana em 21 estados do país. "A luta começou com as companheiras, na segunda, e ontem [terça] foi o dia da luta nas instituições financeiras", explicou.

O dirigente apontou também que os grupos de manifestantes estão em vários pontos da BR no estado para pressionar o governo. "Queremos uma atenção maior para a pauta da reforma agrária, que já é bem conhecida. A questão da terra, da desapropriação e da infraestrutura que envolve os assentamentos", destacou.

Terto afirmou ainda que uma reunião foi marcada com o governador, na Palácio do Campo das Princesas, ainda na manhã desta quarta (11). "Quinze dirigentes vão participar da reunião com o governo, para debater nossa pauta", completou. A assessoria do Governo do Estado confirmou a reunião e informou que a comissão do MST será recebida pelo governador Paulo Câmara e pelo secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Nilton Mota.

Fonte: http://g1.globo.com/pernambuco/noticia

Nenhum comentário:

Postar um comentário