REGISTROS FOTOGRÁFICOS

.

.
.

14 de mar de 2016

Festa popular no Amaro Branco celebrou os 481 anos de Olinda

Foto: Priscilla Buhr
Maracatu Leão Coroado, uma das atrações do evento. Foto: Priscilla Buhr
Com 11 apresentações gratuitas de representações culturais pernambucanas, como afoxés, cocos e maracatus, a primeira edição do festival Abriu pro Coco e A Cocada Apresenta, movimentou a noite deste ultimo sábado (12), em Olinda, enriquecendo as comemorações pelos 481 anos da cidade. A iniciativa, que é uma realização da Associação Cultural e Musical A Cocada, conta com incentivo do Governo de Pernambuco, através do Funcultura.
Um cortejo de cultura popular deu início à celebração, a partir das 15h, no Alto da Sé. De lá, seguiu em direção à Praça do Amaro Branco (Praça Israel Félix), conduzido pelo Maracatu Leão Coroado, Maracatu Várzea do Capibaribe, Grupo Batá Kossô, Senzala Show, Grupo Fethxa, Brinquedo da Capoeira, Caboclinho 7 Flechas e Afoxé Ylê de Egbá, entre outros brinquedos e agremiações populares.


Foto: Renata Pires
Foto: Renata Pires
Afoxé Ylê de Egbá
Na praça, às 19h, o mestre Afonso Aguiar, do Maracatu Leão Coroado, juntamente com Dito de Oxóssi, do Afoxé Ylê de Egbá, fizerão a abertura oficial da festividade, saudando as expressões pernambucanas presentes. “Foi um momento de homenagear tanto a cidade, pelo seu valor cultural, caracterizada especialmente como a grande mãe dos mestres de nossa cultura popular, assim como reverenciarmos a memória de Naná Vasconcelos, por tudo o que ele deixou como legado para o Estado”, destacou Dito.

Foto:divulgaçãoFoto: divulgação

Grupo A Cocada
A programação contou com as apresentações dos grupos Coco Raízes de Arcoverde, Mestres do Coco Pernambucano e A Cocada, que representa o principal segmento cultural da comunidade do Amaro Branco, considerada o berço do coco de roda em Pernambuco. “Visamos, nesta primeira edição do festival, resgatar as festividades que aconteciam antigamente no Amaro Branco, tornando possível este presente para a comunidade e para a cidade de Olinda”, ressaltou Washington Felipe, vocalista e presidente da Associação Cultural e Musical A Cocada.

Durante as apresentações no palco, artistas populares do bairro estarão homenageando a história da cidade, entre eles os mestres Lú do Pneu, Juarez, Ana Lúcia e Dona Glorinha.

Serviço:

Festival Abriu pro Coco e A Cocada Apresenta
Quando: sábado, 12 de março
Programação:
- Alto da Sé (Escola de Samba Preto Velho)
15h – Concentração dos Grupos
16h – Maracatu Leão Coroado
16h15 – Grupo Indígena Fethxa
16h30 – Bata Kossô
16h45 – Maracatu Várzea do Capibaribe
17h – Senzala Show
17h15 – Brinquedo da Capoeira
17h30 – Caboclinho 7 Flexas
17h45 – Afoxê Ylê de Egbá

- Amaro Branco (Praça Israel Félix)
19h – Cerimônia de Abertura com Mestre Afonso (leão Coroado) e Dito de Oxossi (Ylê Egbá)
19h30 – Mestres do Coco Pernambucano, com participação especial de mestres do Amaro Branco: Dona Glorinha, Ana Lúcia, Juarez e Lú do Pneu
20h30 – A Cocada
21h30 – Coco Raízes de Arcoverde

Nenhum comentário:

Postar um comentário