REGISTROS FOTOGRÁFICOS

.

.
.

4 de jun de 2016

Festival de Quadrilhas da Globo NE reúniu seis grupos no segundo dia no SESC Goiana

Quadrilha Junina Bacamarte, no Festival de Quadrilhas da Globo Nordeste (Foto: Reprodução/TV Globo)
A fase seletiva do Festival de Quadrilhas Juninas da Globo Nordeste teve sua segunda noite de apresentações na sexta-feira (3). A arena montada no Sesc de Goiana, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, recebeu seis grupos, que investem na criatividade na disputa de uma vaga da grande final do concurso.
Da Vila Baeté, em Barreiros, a Quadrilha Junina Xamego de Menina trouxe o imperador Nero para um passeio pelo Brasil em ‘Roma, Fogo, Amor e Loucura’, com dois personagens romanos como noivos. Logo em seguida, o Grupo Folclórico e Quadrilha Junina Quentão, de Ipojuca, entrou em cena com o combate ao preconceito sob o tema ‘Amor Negro’, explorando a questão racial e também da diversidade religiosa.
Dançando em casa, a goiana Quadrilha Junina Tom Maior trouxe o tema ‘Quem escreve é você’, falando sobre a questão da educação no Brasil e o poder de escolha que as pessoas têm na vida.O Cabo de Santo Agostinho também marcou presença no festival, com a apresentação da Quadrilha Junina Bacamarte mostrando a arte das fiandeiras, rendeiras, tecedeiras e bordadeiras no tema ‘Renda-se’.
Da Estância, no Recife, a Quadrilha Junina Acauã se inspirou na própria história e no pássaro de mesmo nome, presente em uma música de Luiz Gonzaga, com o tema ‘Muito prazer! Meu sobrenome é Acauã’.
A última quadrilha a se apresentar foi a Brigões de Suape, da Praia de Suape, no Cabo de Santo Agostinho, que escolheu homenagear o perdão, baseado na história bíblica de Lucas, o filho pródigo, em ‘O bom filho à casa torna’.

Nenhum comentário:

Postar um comentário