REGISTROS FOTOGRÁFICOS

.

.
.

24 de jan de 2017

Prefeitura de Goiana denuncia possíveis irregularidades em processos licitatórios feitos pela gestão anterior.


A prefeitura de Goiana encaminhou nesta terça-feira (23) ao Tribunal de Contas de Pernambuco uma denúncia referente a três licitações feitas pela última gestão no período de dezembro de 2016. O Procurador-geral do município, Alcides de França, disse que na época, a Comissão de Transição solicitou ao Tribunal de Contas a suspensão das licitações. "Houve a determinação de suspensão pelo TCE e mesmo assim eles continuaram com os lançamentos." Relata o Procurador.

Entre os processos licitatórios existe um no valor de R$ 363,520 mil reais para oficinas de capacitação realizadas em São Lourenço, Distrito de Goiana. "Esse valor foi pago a uma associação da cidade de São Lourenço da Mata para promover cursos básicos de gari, corte e costura, doces e salgados, entre outros. Só em um coffe break, a gestão passada desembolsou um valor de aproximadamente 25 mil reais", disse o Procurador.

Uma outra licitação levantada pela comissão da atual gestão foi a de compra de 30 computadores e 5 Notebooks no valor total de 150 mil reais. De acordo com o documento, cada computador custou R$ 4.625,00. A terceira licitação foi para a reforma do prédio do bolsa família. No total, foram gastos 700 mil reais nos processos licitatórios.

Agora o Tribunal de Contas deve analisar se houve superfaturamento ou outra irregularidade nas licitações.


Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário