REGISTROS FOTOGRÁFICOS

.

.
.

5 de set de 2017

Prefeito em exercício de Goiana, na Mata Norte, ocupa prédio histórico

Prédio foi ocupado nesta segunda                                                        Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

O prefeito em exercício de Goiana, na Mata Norte de Pernambuco, Eduardo Honório Carneiro, ocupou às 10h desta segunda-feira (4) o prédio histórico que foi batizado como Paço Municipal Heroínas de Tejucupapo. O ato é polêmico porque vai de encontro a um convênio firmado entre o ex-prefeito Fred Gadelha e a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, por meio do qual foram obtidos recursos junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento visando transformar o prédio na âncora do chamado Plano de Turismo do Centro Histórico de Goiana.

Leia também

Segundo Eduardo Honório, a prefeitura estava de acordo com o convênio até que a separação foi estabelecida. Foi combinado, entre eles, a divisão do ambiente entre centro cultural e gabinete do prefeito. No entanto, o espaço oferecido não agradou o município. O prefeito Osvaldo Rabelo Filho, afastado por problemas de saúde, também participou da ação, mas por vídeo conferência. "Quero ver nos tirarem daqui", disse em chamada.

"Nos deram uma salinha, de 63 metros quadrados, nos fundos, com a porta para o lado de fora do prédio", conta o Procurador Geral do Município, Alcides França. "O prefeito disse que não. O prédio era do município, vai continuar sendo daqui", completou Alcides. Segundo o Procurador Geral, o convênio não estava dentro da lei. Não houve consulta pública e nem a maioria da Câmara para aprovar. Por isso, não se vê motivo para que o dinheiro gasto pelos órgãos envolvidos na restauração seja reembolsado", completou.

A população é favorável ao movimento. Os moradores de Goiana queriam ter um prédio da prefeitura fixo. "O prefeito está fazendo certo. Gadelha não tinha de ter doado nosso prédio", disse o morador Arnaldo Ramos. "Onde é que já se viu uma cidade sem prefeitura?", questionou o morador.

Folha de PEPor: Mariana Moraes

Nenhum comentário:

Postar um comentário