REGISTROS FOTOGRÁFICOS

.

.
.

23 de fev de 2018

Identidade de gênero vira formação a técnicos e gestores do Complexo Prisional do Curado

Coordenadoria LGBT da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos visa promoção da política para o segmento
Nesta quinta-feira (22), a coordenadoria LGBT, da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco (SJDH), realizou uma formação para os gestores técnicos do Presídio José Antônio Luiz Lins de Barros (PJALLB) e Presídio Frei Damião de Bozzano (PFDB). A atividade aconteceu no auditório do Complexo Prisional do Curado, no Grande Recife, e tratou da temática da diversidade sexual e de gênero.

O objetivo da formação é prestar orientações e esclarecimentos acerca do público LGBT, neste caso, com ênfase nas pessoas trans, a fim de que a convivência e relacionamento a esta população estejam em conformidade com as diretrizes estabelecidas como não preconceituosas ou que gerem qualquer tipo de constrangimento.

“Poder realizar formações deste tipo nas Unidades Prisionais de Pernambuco é uma maneira de apresentar também aos nossos servidores e gestores, como e por que a política de promoção da população LGBT é importante” disse o coordenador LGBT, Marcone Menezes.

A palestra foi apresentada pela representante da Frente Estadual de Combate à Homofobia, Natalia Kajiya. Pronomes de tratamento, nome social, intersexo, mulher trans, homem trans e orientação sexual foram alguns dos temas que compuseram o encontro. “É importante que estejamos presentes, uma vez que ainda estamos entrando em regulamentação de como atender esta população quando no sistema prisional”, comentou Natalia.

O Nome Social foi uma dos assuntos de bastante interesse dos gestores. “Como não conhecemos muito os termos, as rotinas da população LGBT, é bom que sejamos esclarecidos sobre isso, pois já tivemos alguns problemas com a questão do Nome Social, por exemplo”, comentou o diretor do PJALLB, José Sidney.

SERVIÇO - O Governo de Pernambuco disponibiliza serviços voltados para o público LGBT. A Coordenadoria LGBT é responsável por resguardar os direitos que favorecem a visibilidade e o reconhecimento social das lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT). Já o Centro Estadual de Combate à Homofobia (CECH) oferece apoio psicossocial e jurídico às vítimas de discriminação e de preconceito.


COORDENADORIA LGBT

Praça do Arsenal da Marinha, s/n, bairro do Recife – Recife.
Segunda a Sexta-feira, das 8h às 17h.
Fone: 3182.7642


CECH – CENTRO ESTADUAL DE COMBATE À HOMOFOBIA

Rua Santo Elias, 535, bairro do Espinheiro – Recife.
Segunda a Sexta-feira, das 8h às 17h.
Fone: 3182-7665


Texto: Brenda Coelho 
Fotos: Ray Evellyn

Nenhum comentário:

Postar um comentário