20 de mai. de 2014

Em Assembléia hoje 20/05, os Professores continuam a Greve.

NOTA DO SINDICATO - SINPRONG


Neste dia 23 de maio de 2014, a GREVE dos Professores da Rede Municipal de Ensino de Goiana-PE, completará UM mês, mais de 11 mil alunos estão sem frequentar a sala de aula.

O motivo da greve é porque o Prefeito Fred Gadelha não quer fazer o repasse de 8,32% dado pelo Governo Federal a título de reajuste salarial, a Lei 2.191/2012, em seu Artigo 27, garante o reajuste do Piso Nacional dos Professores a “todos”, de forma linearmente, sendo beneficiados ou professores ativos, inativos e pensionistas.

O Governo Municipal tem como repassar este reajuste, mas, por conta da Lei de Responsabilidade Fiscal, a qual enquadra todos os funcionários da prefeitura, incluindo os contratados e cargos comissionados, então ultrapassa um percentual, onde não é permitido por Lei.

Conclusão, para pagar o reajuste dos Professores, seria necessário DEMITIR alguns contratados e muitos dos cargos comissionados (muitos desses forasteiros) que nunca investiram nada em Goiana-PE, apenas vem levar nossos impostos arrecadados, como vencimentos salariais.
A categoria dos Professores, por ser um público formado e informado, não aceita esses desmandos da Administração Pública, pois sabe a que a Lei tem que ser cumprida.
Observa-se que toda sociedade goianense está do lado do movimento dos professores em prol de seus direitos, além da Câmara de Vereadores e os meios de comunicação local.
Caso o Prefeito conceda nosso reajuste, voltamos as aulas imediatamente, nos comprometendo a repor todos os dias da greve, não causando assim prejuízos aos nossos estudantes goianenses.

O SINPROMG está aberto as negociações, mas, o reajuste é ponto que não pode ser negociado, pois é direito líquido e certo, e se coloca a disposição de todos para maiores esclarecimentos.

Agradece toda Diretoria do SINPROMG. Em, 20 de maio de 2014.


Carlos Alberto Aranha da Silva
Secretário Geral do SINPROMG

Nenhum comentário:

Postar um comentário