REGISTROS FOTOGRÁFICOS

.

.
.

4 de nov de 2015

Acontece no próximo sábado (7) em João Pessoa, o Encontro Nordestino de Produção Cultural Independente

Acontece no próximo sábado (7), o Encontro Nordestino de Produção Cultural Independente que vai debater uma agenda de circulação de artistas e grupos do nordeste enquanto intercâmbio cultural. Após percorrer todas as capitais do nordeste, o encontro entra na articulação final e acontecerá na Fundação Espaço Cultural (Funesc) com o intuito de elencar propostas de políticas públicas para intercâmbio cultural de produções do nordeste a partir de 2016. 

Evento acontece por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult-PB) e a Funesc.

Após os encontros preparatórios em todas as capitais do nordeste, os secretários de cultura dos estados nordestinos se reúnem, aqui na Paraíba, para discutir maneiras efetivas de circulação de artistas e grupos culturais. O evento, que se configura como um importante espaço de diálogo entre os gestores de cultura com o movimento cultural, recebeu confirmação de nove secretários de cultura entre estados e municípios, seis fundações de cultura do nordeste e Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura (RRNE/MINC), da Fundação Nacional das Artes (FUNARTE).

Durante a manhã, haverá uma reunião com gestores de cultura com pauta específica — Circuito Cultural Nordeste 2016 — Planejamento Estratégico. A tarde, a programação se volta ao movimento cultural organizado com a intenção de promover roda de diálogo e discutir, assim, as políticas públicas para o setor em prol da circulação de produções de todas as linguagens que compõe os setores culturais. Já a noite, entre as atrações culturais já confirmadas, se apresentam a Coutto Orchestra (SE) e a banda Criolina (MA).

Pretende-se, no período de maio a outubro de 2016, desenvolver o projeto de intercâmbio cultural com nove apresentações em todos os estados da região nordeste. A metodologia em organização perpassa por reuniões articuladas entre as Secretarias de Cultura do Nordeste como proposta de Intercâmbio Cultural. O objetivo é atender a diversidade cultural da cada região e formar um calendário de eventos enumerando 81 atrações que vão circular os nove estados do nordeste.

Milton Dornellas, gerente executivo de promoção cultural, destacou o papel dessa rede em criar subsídios de circulação que fortaleça a política cultural. “Precisamos articular o Nordeste em torno de um projeto sustentável que abrigará a agenda circulação de grupos culturais para 2016. Até outubro, vamos articular ações estaduais entre secretários de cultura, que por sua vez mobilizarão seus artistas locais”, concluiu.

Fonte: http://portalcorreio.uol.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário