REGISTROS FOTOGRÁFICOS

.

.
.

1 de ago. de 2017

Vereadores acionam MPPE para impedir que Jeep discrimine goianenses

As poucas oportunidades de empregos para os trabalhadores de Goiana no polo automotivo da Jeep motivou os vereadores do município a fazer uma representação contra a montadora no Ministério Público de Pernambuco (MPPE), na manhã desta terça-feira (1/8).

Segundo o presidente da Câmara Municipal, o vereador Carlos Viégas Júnior, diante de uma seleção de vagas - divulgada, no dia 25 de julho, em diversos meios de comunicação - em que ficam excluídos os trabalhadores que residem em Goiana, o Poder Legislativo não poderia deixar de sair em defesa dos direitos da população goianense.

"O que corria a boca miúda, de que não se está contratando goianenses para trabalhar no polo automotivo, ficou comprovado após a divulgação dessa seleção de vagas. Volto a afirmar que não desejamos que todas as vagas sejam nossas. Mas, é preciso que Goiana seja priorizada. Afinal de contas, a Jeep não se instalou aqui por acaso. Foi feito todo um estudo e o município deu todas as condições necessárias para a realização desse grande investimento", ressaltou o presidente da Câmara durante entrevista a uma rádio local.

Na representação entregue ao Ministério Público os vereadores denunciam a inconstitucionalidade da seleção de vagas, uma vez que trabalhadores que residem em Goiana e em outros municípios da Zona da Mata Norte de Pernambuco ficaram impedidos de participar da seleção. Na opinião dos parlamentares fica evidenciada uma clara discriminação contra os goianenses.

Com a representação os parlamentares pleiteiam que o MPPE interceda em favor dos trabalhadores goianenses, preservando os direitos fundamentais de todo e qualquer cidadão, entre eles o de igualdade.
 
Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário