REGISTROS FOTOGRÁFICOS

.

.
.

19 de set de 2019

Sesc leva programação de lazer, sustentabilidade e cultura para o Bairro do Recife no REC’n’Play

Entre as ações, estão aula de passinho, oficinas de brinquedos, apresentação de cosplays, rodas de conversas apresentações culturais, como o pocket show de Sofia Freire, e 19 pontos de estação de reciclagem - foto: divulgação 
Pela primeira vez, o Sesc Pernambuco será um dos participantes do REC’n’Play. Ancorada na sinergia do propósito do evento, a instituição vai promover ações de sustentabilidade, lazer e cultura no Espaço Sesc, que ficará na Avenida Rio Branco, no Bairro do Recife. No boulevard, a instituição terá um palco e área de convivência na rua para oferecer programação a crianças e adultos gratuitamente de 2 a 5 de outubro. O festival é realizado pelo Porto Digital e Ampla Comunicação, em parceria com a Prefeitura do Recife e Sebrae.

“Definimos um calendário de atividades que dialogam com as demandas sociais, trazem diversão, mas que principalmente gerem conhecimento e inclusão”, afirma o diretor do Sesc Pernambuco, Oswaldo Ramos. Assim, utilizando jogos, brincadeiras e linguagens culturais, como artes cênicas e dança, a programação, em parceria com a Rede Globo, vai falar sobre mercado e produção musical, ancestralidade, sustentabilidade, aprendizagem infantil, ludicidade, entre outras temáticas. Durante o período, o público poderá participar de intervenções artísticas, rodas de conversas, aula de passinho, shows, oficina de brincadeiras, apresentação de cosplay e grupos K-pop, videomapping, entre outras ações.

Diariamente, das 19h às 22h, o edifício de número 127 da Av. Rio Branco, em frente à Estação do Bike PE, vai receber projeção contando a história do Recife e utilizando a fachada do sobrado como elemento histórico e de resistência. Na quarta-feira (02/10), a abertura da programação acontece às 15h com jogos digitais decodificado para versão humana, como Pac Man e Tétris, além Twister e futebol. Em seguida, haverá vivência de Just Dance.

Às 19h, a Cena Recife de Intervenção Artística de Rua (Criar) vai promover as intervenções artísticas “Caixas de Teatro Lambe-Lambe”, “Mágica na Rua” (Vic e Crispin), “Ester” (Odília Nunes) e “A Chegada de Godot” (Luiz Manuel). Após o ato, eles vão participar da roda de conversa “Internacionalização das Artes Cênicas”, com mediação da produtora cultural Paula de Renor. Às 21h, quem encerra a noite é o espetáculo “Roda”, com classificação livre, do mágico Rapha Santacruz.

No dia seguinte (03/10), às 15h, haverá apresentação de cosplay e de grupos K-pop, seguida do Just Dance. A programação noturna se abre para um dos fenômenos do Recife: o Passinho. O gênero será discutido na roda de conversa “Arena periférica – a cultura da periferia no mercado criativo”, com integrantes do Passinho e representantes da Secretaria de Juventude do Recife, mediado pelo bailarino recifense Dielson Pessoa, às 19h, seguida da apresentação de Ozz Malocas do Recife e Clarinha do Passinho, que também encerrarão as atividades, às 21h10, com um aulão para o público.

Na sexta-feira (04/10), das 15h às 17h, será oferecida oficina de jogos cooperativos e, das 17h às 19h, o Sesc vai realizar uma edição de “Happy Holly”, uma ação com música e DJ para celebrar a alegria. Neste dia, os participantes devem usar camisa branca. A programação noturna vai se pautar na ancestralidade, com a apresentação do “Contos de Ifá”, projeto do Laboratório Digital do Centro Cultural Coco de Umbigada. Em seguida, os integrantes participam da conversa “Terreiros digitais ou como conectar a tradição dos povos originários”, com mediação de Ricardo Brasileiro. Às 21h, o Coco de Umbigada, com mais de 20 anos de trajetória, fará apresentação.

O último dia terá programação ampliada para participação de famílias. No sábado (05/10), haverá oficina de construção de brinquedos para pais e filhos no turno da manhã, a partir das 9h, e à tarde, das 14h às 16h. Às 19h, a produtora musical Mery Lemos vai mediar a roda de conversa “O mercado (disputado) da música ou como desenvolver nossos arranjos de produção”, com a presença do Reverbo, que conta com Flaira Ferro, Helton Moura, Igor de Carvalho, Isadora Melo, Joana Terra, Juliano Holanda, PC Silva e Tonfil. Sofia Freire, que fará pocket show às 20h, também vai participar da conversa, que vai discutir estratégias e avaliar o atual cenário de produção sonora independente. A última apresentação da noite é o Reverbo. 

Sustentabilidade – A educação ambiental começa desde o planejamento do REC’n’Play, com uma formação voltada para toda a equipe gestora sobre o consumo e descarte sustentável, e segue durante toda a realização dele, permitindo o destino correto de resíduos em todos os polos. Para isso, o Sesc vai disponibilizar 19 estações de reciclagem no Bairro do Recife. Cada uma terá a intervenção de um educador ambiental, que atuará sensibilizando o público sobre práticas sustentáveis.

Uma das estações ficará no Porto Digital e vai coletar resíduos eletroeletrônicos, pilhas e baterias portáteis, itens recicláveis e não-recicláveis. O ponto terá também máquina interativa para recolhimento de latas e uma máquina para recebimento e trituração de itens produzidos com pvc, como cartões bancários e de plano de saúde.

Além dessa estação, haverá outras no CESAR School, Portomídia, teatros Hermilo Borba Filho e Apolo, Sinspire, Paço do Frevo, Softex, Cais do Sertão, Cinema 222, Escola Porto Digital, CESAR Bom Jesus, Centro de Artesanato, Associação Comercial de Pernambuco, Centro Cultural Correios, Accenture Innovation Center, FabLab e duas na Av. Rui Branco. Nelas, será possível destinar pilhas, baterias, vidros, materiais recicláveis e não recicláveis e itens orgânicos.

Com expectativa de recolher uma tonelada de resíduos, o material será destinado à cooperativa Recicla, que fará a reintrodução ou transformação na cadeia produtiva. As pilhas e baterias serão encaminhadas para a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee); os produtos em pvc serão utilizados em artesanato sustentável; e os produtos eletro-eletrônicos vão virar arte pela Cooperativa de Gestão e Inovação Entidades Sociais (Coogema).


Programação – Espaço Sesc no REC’n’Play

02/10 – quarta-feira

15h às 17h – Jogos humanos: Pac Man, Tétris, Twister e Futebol de tecido

17h às 19h – Just Dance

19h às 22h – Videomapping (projeção) sobre a história do Recife no edifício de número 127 da Av. Rio Branco

19h – CRIAR - Cena Recife de Intervenção Artística de Rua

20h – Roda de conversa “Internacionalização das Artes Cênicas”

21h – Espetáculo “Roda”, com Rapha Santacruz



03/10 – quinta-feira

15h às 17h – Apresentação de Cosplay e K-pop

17h às 19h – Just Dance

19h às 22h – Videomapping (projeção) sobre a história do Recife no edifício de número 127 da Av. Rio Branco

19h – Roda de conversa “Arena periférica – a cultura da periferia no mercado criativo”

20h - Apresentação de Ozz Malocas do Recife e Clarinha do Passinho

21h10 - Aula de Passinho



04/10 – sexta-feira

15h às 17h – Oficina de jogos cooperativos

17h às 19h – Happy Holy (Festival de cores)

19h às 22h – Videomapping (projeção) sobre a história do Recife no edifício de número 127 da Av. Rio Branco

19h – Contos de Ifá

19h40 – Roda de Conversa “Terreiros Digitais ou como conectar a tradição dos povos originários”

21h – Apresentação do Coco de Umbigada



05/10 – sábado

9h às 11h – Brinque Construindo: Oficina de construção de brinquedos

14h às 16h – Brinque Construindo: Oficina de construção de brinquedos

19h às 22h – Videomapping (projeção) sobre a história do Recife no edifício de número 127 da Av. Rio Branco

19h – Roda de Conversa “O mercado (disputado) da música ou como desenvolver nossos arranjos de produção”

20h – Pocket show, com Sofia Freire

21h – Reverbo com Flaira Ferro, Helton Moura, Igor de Carvalho, Isadora Melo, Joana Terra, Juliano Holanda, PC Silva e Tonfil



Sesc – O Serviço Social do Comércio (Sesc) foi criado em 1946. Em Pernambuco, iniciou suas atividades em 1947. Oferece para os funcionários do comércio de bens, serviços e turismo, bem como para o público geral, a preços módicos ou gratuitamente, atividades nas áreas de educação, saúde, cultura, recreação, esporte, turismo e assistência social. Atualmente, existem 20 unidades do Sesc do Litoral ao Sertão do estado, incluindo dois hotéis, em Garanhuns e Triunfo. Essas unidades dispõem de escolas, equipamentos culturais (como teatros e galerias de arte), restaurantes, academias, quadras poliesportivas, campos de futebol, entre outros espaços e projetos. Para conhecer cada unidade, os projetos ou acessar a programação do mês do Sesc em Pernambuco, basta acessar www.sescpe.org.br.

Nenhum comentário:

Postar um comentário